Parque Natural de Montesinho

Parque Natural de Montesinho



12 Jul 21:00 - 15 Jul 17:00 - Gimonde
Freguesia de Gimonde

Route
More info

De 12 a 15 de Julho vamos rumar ao Nordeste Transmontano para três dias de caminhadas pelo Parque Natural de Montesinho. Ocupando uma área de 75 mil hectares e circundado pelas serras de Montesinho e da Coroa faz fronteira a norte com Espanha. Com uma grande biodiversidade destaca-se neste território o lobo-ibérico, corça e o veado.

12 de Julho (5ºfeira)
Chegada ao A. Montesinho (www.amontesinho.pt/a-montesinho) onde iremos pernoitar 3 noites

13 de Julho (sexta-feira)
Porto Furado
Este percurso parte da aldeia de Montesinho e segue em direcção à barragem da Serra Serrada. A paisagem é marcada por afloramentos graníticos e pequenos cursos de água. Em termos de vegetação predomina o urze, carqueja e a esteva. Durante o trajecto podem observar-se lebres, coelhos e raposas. Chegados ao topo do percurso avista-se a barragem da serra da Serrada e uma grande variedade de avifauna. Depois de passarmos a ribeira das Andorinhas chegamos finalmente a Porto Furado que consiste num afloramento em pedra com um orifício aberto junto ao solo. Depois de atravessarmos a lameira de Zonzelhas iniciamos a descida para a aldeia que merece uma visita.



Km: 15
Nível de dificuldade: moderado

14 de Julho (sábado)
Trilho do Guadramil
Este trilho também conhecido pela Rota dos Cervídeos tem início na pitoresca aldeia do Guadramil, localizada na freguesia do rio de Onor, e que faz fronteira com duas aldeias espanholas. Aqui podem ver-se as casas de traça típica onde vivem os cerca de 30 habitantes da aldeia. Outra das curiosidades é ainda falar-se o dialecto Guadramilês. Durante o percurso atravessa-se por campos agrícolas e zonas de relevo bastante acidentado sempre com paisagens deslumbrantes como pano de fundo.
Km: 10
Grau de dificuldade: moderado

15 de Julho (Domingo)
Termas do Rio Tuela, Gruta e Fornos de Dine
A caminhada desenvolve-se junto a um troço da ribeira de Quintela e entre as aldeias de Fresulfe e Dine. Iremos passar pelos Fornos de Cal, cinco dos quais foram recuperados, e cuja laboração terminou nos anos 60 do século passado. Outro dos pontos de interesse deste percurso é a Lorga de Dine - uma cavidade cársica usada durante a idade do Bronze e Ferro. Atravessaremos a ribeira de Quintela e prosseguimos em direcção às termas do Tuela cujas águas eram aconselhadas para vários problemas da pele. A partir daqui iniciaremos a nossa subida até à aldeia de Fresulfe e daí para Dine.
Km: 11
Dificuldade nível Moderado

Local
A. Montesinho, Bragança
Duplo – 290 euros
Single – 345€

Inclui
3 noites no Hotel A.Montesinho
3 Caminhadas conduzidas por Guia GT
1 Jantar de grupo
1 t-shirt da GT
Saber + em: greentrekker.pt/agenda/parque-natural-de-montesinho-2/



© 2018 Siguez